• Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

Receba nossas atualizações

© 2019 por High Tech - Informação de Tecnologia. 

  • Daniel Gonzales

Facebook entra no mercado financeiro e lança a criptomoeda 'Libra'

Carteira digital e nova moeda virtual, que poderá ser usada no WhatsApp e Messenger, devem ser lançadas pela rede social em 2020


O Facebook anunciou neste 18 de junho o lançamento de uma criptomoeda própria, chamada Libra, e a criação de uma nova subsidiária, a Calibra, que será a ponte para a entrada definitiva da rede social no mercado financeiro digital. A nova moeda virtual poderá ser usada no WhatsApp e no Messenger e deve ser lançada no ano que vem.


Além da possibilidade de uso nos apps sociais do Facebook, a criptomoeda, numa clara competição com os bancos tradicionais, poderá ser usada em um app próprio, para transferências e pagamentos.



O Facebook, que também é dono do Instagram, conta com mais de 2 bilhões de perfis no mundo e informou que quer que seu sistema de pagamentos com moeda digital também sirva para usuários que também não tenham conta bancária, além de ser um potencializador de crédito para pequenas empresas.


COMO VAI FUNCIONAR


O funcionamento da nova moeda do Facebook será semelhante ao das demais criptomoedas.


Você usará sua moeda local (reais, por exemplo), para comprar Libras. Depois, é só gastar a moeda virtual da maneira que desejar (numa compra ou transferência pelo pagamento de algum produto ou serviço). O que sobrar poderá ser reconvertido para reais.


Segundo o Facebook, a carteira digital permitirá o envio de moedas digitais por meio do smartphone, "de maneira simples e imediata, como se estivesse enviando uma mensagem de texto de graça ou a baixo custo".


Diz o comunicado da empresa: "Com o tempo, também esperamos oferecer serviços adicionais para pessoas e empresas, como pagar contas apenas apertando um botão, comprar uma xícara de café escaneando um código, ou usar transporte público sem a necessidade de carregar dinheiro ou um cartão de transporte".


De acordo com a rede social, a nova moeda "vai evitar a volatilidade do Bitcoin" (que sofre grandes variações no valor por conta da procura e demanda). O valor do Libra será lastreado em moedas como o dólar americano, libra esterlina, euro, franco suíço e iene japonês .


A subsiriária criada para cuidar da Libra, a Calibra, terá o apoio de gigantes do mercado financeiro como Visa, Mastercard, Mercado Pago, Uber e Spotify.