• Daniel Gonzales

Uber voador: conheça o novo veículo aéreo urbano da Embraer

Chamado de e-VTOL, veículo é 100% elétrico e leva até quatro passageiros


Daqui a alguns anos, ao pedir um Uber pelo aplicativo, você poderá, em vez de usar um carro, ir voando de um ponto a outro.


Veículo elétrico tem sistemas redundantes de segurança

A tecnologia é brasileira e foi desenvolvida pela Embraer X, a recém-criada divisão de tecnologia e mobilidade da fabricante brasileira de aviões. Foi em Washington, nos Estados Unidos, que a empresa apresentou seu novo conceito de carro voador urbano elétrico, chamado de e-VTOL, ou "veículo elétrico de decolagem e pouso verticais".


O projeto é resultado de uma parceria entre a Embraer e o Uber, assinada em 2017. A proposta é testar os táxis voadores já em 2020, com a primeira apresentação pública marcada para ocorrer na Dubai World Expo.


Comercialmente, a intenção é lançar o Uber Air em 2023. As empresas já declararam que devem ser feitos testes em São Paulo e no Rio de Janeiro.


PROJETO


O projeto da Embraer é produzir uma aeronave confiável, de baixo ruído e 100% elétrica. Cada uma das unidades tem capacidade máxima para quatro passageiros.


Capacidade de cada unidade é de até quatro pessoas

Na propulsão, é usado um sistema de oito rotores, e todos os sistemas são redundantes. Ou seja: se um falhar, um outro assume a operação.


“A equipe da Embraer se concentrou na experiência do cliente em seu mais recente conceito de veículo aéreo elétrico, utilizando redundâncias de sistemas para alcançar os mais altos níveis de segurança”, ressaltou Mark Moore, diretor de engenharia de aviação do Uber.


A companhia espera que, no início das operações, o serviço já será mais barato que um voo de helicóptero. E depois que os serviços de veículos elétricos, autônomos e compartilhados se tornarem sólidos, chegará um dia que usar um Uber Air será mais barato que comprar e manter um carro - quem disse foi Eric Allison, líder do Uber Elevate, divisão da empresa que lida com transportes aéreos e que também testa, atualmente, o serviço de transporte via helicópteros.


RISCOS?


Para minimizar os possíveis riscos com a adoção em massa dos novos veículos, a Embraer e o Uber já reuniram especialistas em tráfego aéreo, pilotos, autoridades de controle de voo e de trânsito para estabelecer padrões de circulação e planos de voo para áreas urbanas.


O primeiro projeto deve ser apresentado até o fim deste ano.



  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

Receba nossas atualizações

© 2019 por High Tech - Informação de Tecnologia.