• Daniel Gonzales

5G e a nova geração de semáforos inteligentes

Em testes, dispositivos estão integrados a uma plataforma, a CV-2X, que integra comunicação com os veículos, faixas, ruas e até com os celulares nos bolsos dos pedestres


· O novo sistema desenvolvido na Europa permite dar sinal verde para a passagem de ambulâncias, veículos dos bombeiros e da polícia - veja aqui

· A tecnologia também pode melhorar o fluxo de tráfego para todos os veículos, enviando informações sobre a temporização dos sinais

· O teste faz parte de um projeto maior que estuda a CV-2X, comunicação do veículo com a infraestrutura da estrada, outros veículos e usuários da via pelo celular

A Ford está testando na Europa uma tecnologia de semáforos conectados que pode dar sinal verde, automaticamente, para a passagem de ambulâncias, veículos de bombeiros e da polícia.


Semáforo está integrado a plataforma inteligente e conectada de trânsito

Além de agilizar o atendimento em situações de emergência e evitar acidentes quando esses veículos passam no sinal vermelho, salvando vidas, o sistema pode reduzir os congestionamentos, informando aos veículos próximos o tempo de abertura e fechamento dos semáforos.


MELHORA DE SEGURANÇA


O teste faz parte de um projeto mais amplo, que estuda a comunicação de veículos automatizados e conectados com a infraestrutura de rodovias, áreas urbanas e rurais, para melhorar a segurança e a experiência de direção.


A Ford testou a tecnologia em Aachen, na Alemanha, usando uma estrada com oito semáforos consecutivos e dois trechos com três semáforos consecutivos nos arredores da cidade, montados pelos parceiros do projeto.


O veículo de teste, um Ford Kuga híbrido, foi equipado com sistema de comunicação com a infraestrutura e um software protótipo, atuando tanto como ambulância como veículo de passageiros, em diferentes cenários.


Para simular um atendimento de emergência, o veículo solicitava aos semáforos para acender a luz verde. Assim que o veículo passava pelos cruzamentos, os semáforos voltavam ao funcionamento normal. Nos testes de uso diário, o veículo recebia dos semáforos as informações sobre os tempos de sinal verde/vermelho e adaptava a sua velocidade por meio do piloto automático adaptativo.


FLUXO MAIS RÁPIDO NO TRÂNSITO


Quando o semáforo estava vermelho, o veículo reduzia a velocidade bem antes (de 50 km/h para 30 km/h, por exemplo) para chegar ao cruzamento com sinal verde. A tecnologia ajuda também a evitar frenagens bruscas e o tempo parado nos sinais, melhorando o fluxo do trânsito.


Uma visão geral do ecossistema inteligente no trânsito: várias conexões via 5G

A comunicação entre os veículos e semáforos é feita pela tecnologia C-V2X (comunicação do veículo-com-tudo pelo celular), plataforma unificada que conecta os veículos com a infraestrutura da estrada, outros veículos e usuários da via.


Os testes foram realizados de janeiro de 2020 até março deste ano, como parte do projeto Corredor da Nova Mobilidade Aachen-Düsseldorf, financiado pelo governo federal alemão e apoiado pela Universidade de Aachen, pela Vodafone e pela cidade de Aachen.


“Em uma situação de emergência, a última coisa que alguém quer é que os socorristas fiquem parados esperando o sinal abrir”, diz Martin Sommer, engenheiro de pesquisa de Direção Automatizada da Ford Europa. “A troca de dados entre carros, veículos de emergência e semáforos em tempo real ajuda a salvar vidas e também reduz os tempos de parada e as emissões de CO2.”


Leia mais

+ Anatel disponibiliza lista de celulares 5G homologados no Brasil

+ Conheça o PC "monte você mesmo"

+ As tendências da inteligência artificial para 2022